Bolsonaristas tiram sarro das 1.223 mortes por coronavírus no Brasil

Apoiadores do presidente que pedem pelo fim do isolamento social levaram um caixão à avenida Paulista, em São Paulo, e dançaram em aglomeração

Um grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de carreatas e manifestações na cidade de São Paulo neste domingo, 12, pedindo para que as pessoas voltassem às ruas. Apesar da pandemia do novo coronavírus e das recomendações científicas da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que as pessoas fiquem em casa, em isolamento social, os bolsonaristas querem que o povo contrarie a ciência.

Ao contrário do que aconteceu na madrugada de sábado, 11, em Fernandópolis, onde a Polícia Militar dispersou um baile funk e prendeu pessoas por desrespeitarem a quarentena decretada pelo estado de São Paulo, desta vez a galera classe média de São Paulo não foi presa. Pelo contrário. O grupo de bolsonaristas, além de se aglomerar na Avenida Paulista, ainda tira um sarro das 1.223 mortes que aconteceram no país em decorrência da covid-19.

Nas imagens que circulam pelas redes sociais, o grupo de bolsonaristas em questão levanta um caixão e imita aquele meme em que os coveiros dançam com caixão nos ombros, celebrando a “morte do governo Doria”. O governador de São Paulo tem tomado medidas duras com relação à quarentena, a fim de salvar o maior número de vidas possível no estado. Em tempos em que 1.223 pessoas já morreram no Brasil (fora os números subnotificados), essa dancinha na Paulista com um caixão é o mais claro sinal de deboche para com a vida.

Fonte: catracalivre.com.br

Compartilhar:

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *