Espanha inicia flexibilização de confinamento nesta segunda

Mais de 47 milhões de espanhóis seguem em isolamento e o governo reitera a recomendação para que as pessoas respeitem as medidas de distanciamento social.

Espanha inicia nesta segunda-feira (13) uma flexibilização das regras de confinamento para evitar a expansão do novo coronavírus sob rígidas regras de segurança. Nas últimas 24 horas, o país registrou 517 mortes, uma queda no balanço de óbitos com relação ao domingo (619).

Mais de 47 milhões de espanhóis seguem em isolamento e o governo reitera a recomendação para que as pessoas respeitem as medidas de distanciamento social.

Depois de uma paralisação de duas semanas, as atividades em setores considerados não essenciais, como construção civil e indústria, foram retomadas.

Pessoas usam máscara para se proteger do novo coronavírus na estação de trem Atocha, em Madri, nesta segunda-feira (13), quando regras de isolamento começaram a ser flexibilizada na Espanha  — Foto: Bernat Armangue/AP

Pessoas usam máscara para se proteger do novo coronavírus na estação de trem Atocha, em Madri, nesta segunda-feira (13), quando regras de isolamento começaram a ser flexibilizada na Espanha — Foto: Bernat Armangue/AP

A estação de Atocha, em Madri, porém, não estava lotada. O metrô de Madri anunciou que registrou nesta segunda-feira um aumento de 34% do número de passageiros na comparação com a semana passada, mas um número 86% menor que o observado na mesma data em 2019.

Apesar da mensagem de esperança, o primeiro-ministro Pedro Sánchez advertiu no domingo que o país ainda está longe da vitória contra a Covid-19. Ele afirmou que provavelmente o confinamento da população deve ser prolongado para além de 25 de abril, data oficial do fim da medida.

Diante do temor de aumento dos contágios, o governo começa a distribuir nesta segunda-feira 10 milhões de máscaras nos transportes públicos, uma iniciativa que “vai muito bem”, nas palavras do ministro dos Transportes, José Luis Ábalos.

País muito atingido

Terceiro país com mais óbitos pela Covid-19 no mundo, atrás de Estados Unidos e Itália, a Espanha registra 17.489 mortes em consequência da doença. Em um único dia, em 2 de abril, o país chegou a registrar 950 mortes.

O número de casos confirmados da doença no Espanha passa de 169,4. No entanto, o país também observou o menor número de contágios diários desde 20 de março.

FONTE: g1.globo.com

Compartilhar:

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *