Argentina tem novo recorde diário de casos de covid-19

Com 316 novos casos confirmados da doença, o país tem, pelo terceiro dia, o maior aumento registrado desde o início da pandemia do coronavírus

 

A Argentina bateu mais uma vez o recorde de infecções diárias por coronavírus nesta quarta-feira (13), como em três dos últimos quatro dias, e registrou 316 novos casos, o que elevou o total desde o começo da pandemia para 6.879, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde em relatório.

Foi a primeira vez em toda a crise sanitária que o país vizinho teve mais de 300 casos de contágio pelo vírus SARS-CoV-2 em apenas 24 horas.

Até agora, a Argentina registrou 329 mortes por covid-19, dez delas de ontem para hoje, cinco delas em Buenos Aires, quatro em outras cidades da província homônima à capital e um em Chaco. Entre as vítimas, havia cinco homens e cinco mulheres, entre 40 e 82 anos.

Do total de casos até o momento, 13,6% são importados, 45,2% são contatos próximos de pessoas contagiadas anteriormente, 29,6% são resultado da circulação comunitária e 11,6% estão sob investigação epidemiológica.

Sistema de saúde está subulilizado

O ministro da Saúde da Argentina, Ginés González García, declarou nesta quarta que o sistema de saúde do país está subaproveitado porque as pessoas com outras patologias além da covid-19 têm receio de ir a hospitais pelo risco representado pelo coronavírus.

“A população tem medo, e essa é a principal razão pela qual às vezes não comparece ou comparece tarde, e isso não é bom”. O sistema de saúde está subutilizado, temos mais da metade das camas da unidade de terapia intensiva vazias”, afirmou González García à “Radio Mitre”.

Enquanto a ocupação de leitos de UTIs em todo o país é de menos da metade, os leitos gerais estão em 42% ou 43%. “Isso pode ter consequências negativas no futuro”, alertou.

Fonte: R7

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *