Tensão aumenta na Colômbia entre plantadores de coca e exército

O avanço do exército da Colômbia na distruição de plantações ilícitas de coca durante a quarentena gerou protestos de dezenas de camponeses que não têm outra fonte de subsistência durante a crise do novo coronavíris.

Em pelo menos sete estados colombianos houve operações de erradicação com o herbicída glifosato desde o início da quarentena, em 25 de março, o que tem feito as pessoas a saírem de suas casas para defender suas plantações, se expondo ao contágio.

A erradicação forçada das plantações é uma das principais bandeiras do presidente Iván Duque, que tomou posse em 2018, ano em que a Colômbia atingiu o recorde histórico de hectares cultivados de coca – 170 mil – e desde então tem tendo impor a substituição de cultivo para as famílias cocaleiras, mas que avança timidamente.

Fonte: R7

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *