Governo espanhol quer manter medidas de restrição por mais 1 mês

Com o menor número diário de mortes desde março, o governo de Pedro Sánchez vai pedir para o Congresso manter confinamento por ‘cautela’

O governo da Espanha solicitará na próxima semana a autorização do Congresso para estender mais um mês, e não 15 dias, o estado de alarme decretado no dia 14 de março para retardar o progresso da epidemia do novo coronavírus.

Essa decisão foi anunciada neste sábado (16) pelo primeiro-ministro da Espanha, o socialista Pedro Sánchez, que explicou que, se não houver um novo surto, o país poderá voltar à normalidade nos próximos meses, por isso voltou a pedir aos cidadãos “prudência” e “respeito pelas medidas sanitárias”.

“Queremos alcançar um grande consenso no Congresso para continuar salvando vidas e combater a pandemia”, disse Sánchez, lembrando que até termos uma vacina, “teremos que continuar vivendo com o vírus”.

Nesse novo período, alguns direitos relacionados à circulação continuarão limitados, com a saúde pública como único objetivo, afirmou Sánchez.

“O caminho que seguimos é o único possível. Prudência, cautela e segurança são a única maneira de superar o vírus”, afirmou.

Nas últimas 24 horas, a Espanha registrou 102 novas mortes por Covid-19, chegando a um total de 27.563 vítimas até o momento.

Fonte: R7

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *