Vereador se posiciona contrário à fiscalização de gastos da PMJP nas verbas do Fundo Muncipal de Saúde

O vereador Milanez Neto (PV) se posicionou contrário, nesta segunda-feira, 1º, a criação de uma comissão de parlamentares para acompanhamento de gastos da Prefeitura Municipal de João Pessoa em tempos de calamidade pública. A matéria teve parecer favorável aprovado por maioria dos membros da Comissão de Constituição, Justiça, Redação e Legislação Participativa (CCJ).

“Não entendo que a Câmara Municipal de João Pessoa precise de uma Resolução para fazer o que já é o seu papel”, disse o vereador Milanez Neto, que é líder da bancada de sustentação do prefeito Luciano Cartaxo, na Casa de Napoleão Laureano, ao dar seu voto contrário à medida

A Resolução nº 62/2020, de autoria do vereador Renato Martins (Avante), prevê a criação de uma comissão formada por sete vereadores com o foco na fiscalização e melhoria do uso das verbas públicas do Fundo Municipal de Saúde e oriundas de empréstimos extraordinários, a fim de promover a transparência e a eficiência nos gastos do Município nas ações de combate ao coronavírus (Covid 19), com a participação de setores da sociedade civil organizada.

A medida aprovada recebeu emenda do vereador Dinho (Avante), que suprime o caráter obrigatório da participação de entidades da sociedade civil organizada. “A comissão será um grande fórum onde acontecimentos inabituais e oportunidades de melhoria serão apresentadas”, disse Renato Martins.

Da Redação com Ascom CMJP

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *