CMJP decreta luto oficial de 3 dias pela morte do ex-deputado e ex-vereador Nivaldo Manoel

NOTA DE PESAR

Nivaldo Manoel foi vereador na CMJP de 1989 a 1992, destacando-se nas políticas públicas voltadas à comunidade evangélica e no combate à pedofilia e às drogas

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) decreta luto oficial por três dias e externa seu profundo pesar devido ao falecimento do ex-deputado estadual e ex-vereador de João Pessoa, Nivaldo Manoel, pai da vereadora da Capital Eliza Virgínia (Progressistas). No final de maio, Nivaldo Manoel deu entrada no Hospital Napoleão Laureano para realizar uma cirurgia no pâncreas. Após isso, ficou internado na UTI da unidade e faleceu aos 74 anos, nesta terça-feira (16).

A CMJP reconhece a contribuição de Nilvaldo Manoel para o desenvolvimento de políticas públicas na Paraíba e na Capital, reafirmando, neste momento de perda, sua solidariedade aos familiares e amigos desse representante do povo paraibano.

Natural de João Pessoa, Nivaldo Manoel foi vereador na CMJP de 1989 a 1992, tendo sido eleito o 4º mais votado da Capital no pleito de 1988. Atuou na presidência estadual do PPS, contra a pedofilia e no combate ao uso de drogas. Foi uma representação da comunidade evangélica dentro do parlamento e também defensor dos direitos da pessoa com deficiência. É dele a autoria de projetos de lei que reconhecem a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) no estado, a profissão de intérprete de LIBRAS e a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *