Trajetória política descredencia Léo Bandeira à Prefeitura Municipal de Lucena

Pré-candidato é conhecido como pessoa que não merece confiança, segundo internautas

“Traidor”, “vira-casaca”, “enganador”e “corpo-mole”. Esses são alguns adjetivos atribuídos ao pré-candidato Léo Bandeira, da “suposta” oposição à Prefeitura Municipal de Lucena. Essas “qualidades” foram apontadas por internautas, em diversas redes sociais da cidade e divulgadas pelo Portal de Notícia “Bastidores da Política PB”, com exclusividade.

Nos textos divulgados nos grupos de watsap e em outras redes sociais, é traçado uma trajetória política do pré-candidato que seria acostumado a fracassar e “correr da raia”, deixando para trás amigos que depositaram total confiança a ele. Léo Bandeira, conforme as acusações, teria “costumes” de trocas de candidatos e hábitos da velha política.

Uma das justificativas para o histórico de traições políticas seria de que Léo, conforme divulgado nas redes sociais, teria dito que Bartolomeu do Amaral e César Vieira teriam sido enganados por ele. Ele relembra uma situação chamada de “leilão de votos”, onde teria mudado o apoio no meio de uma campanha e além disso o ” corpo mole” do pré candidato também não agradou aos seus aliados e eleitores.

“É conhecido por sair de cada eleição com situação financeira melhor. Resultados que até o fez dar baixa na última atividade na iniciativa privada”, aponta as acusações, fazendo alusão a uma suposta empresa de Pet Shop registrado no nome de Léo e que teria vindo ao fracasso.

Atualmente Leomax é pré-candidato a prefeito de Lucena e o histórico político já deixa vestígios do atraso que pode trazer para cidade caso eleito. A pergunta, no entanto, mais feita no município de Lucena é a de que “se Léo Bandeira sequer conseguiu dá conta de um Pet Shop que ” quebrou”, será que consegue administrar uma cidade que sequer reside nela?”.

Da Redação com Bastidores da Política e Informe Lucena

 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *