Morre Beto Balanço, cronista esportivo e filho do palhaço Kerrenca

A alegria na familia já não é mais a mesma. Depois da morte do pai, o palhaço Kerrenca, que ficou conhecido em todo o nordeste por suas brincadeiras e animação com as crianças, morreu na manhã deste sábado o radialista, cronista esportivo e animador cultural Beto Balanço. Depois de três paradas cardíacas em curto espaço de tempo, ele não resistiu e veio a óbito na UPA dos Bancários, em João Pessoa.

Humberto Freire, nome de registro de Beto Balanço, era bastante conhecido no meio jornalístico, principalmente entre os cronistas esportivos da Paraíba. Chegou a administrar por longos anos o ex-campo da Associação dos Cronistas Esportivos da Paraíba (Acep), ao lado do estádio Almeidão, em João Pessoa.

Por vários anos, atuou como técnico de externa de diversas rádios do Estado, com destaques para Correio da Paraíba, Sanhauá, Tabajara e CBN. Atualmente estava desempenhando também a função de motorista de um veículo Van, de propriedade da ACEP. Ele tinha 60 anos de idade.

Segundo a família, Beto Balanço passava por problemas de saúde e foi submetido recentemente a uma cirurgia de cabeça para a retirada de um tumor. Ele també era hipertenso, passou mal com falta de respiração e foi levado as pressas para a UPA dos Bancários, onde teve três paradas cardíacas e não resistiu. Deixa esposa e quatro filhos.

O corpo do radialista será velado a partir das 14hs na central de velórios Rosa de Saron, em Jaguaribe.

Por Marcos Lima

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *