Cine Transformar: Fundac comemora 100ª exibição com sessão especial para socioeducandas

OCine Clube Transformar chega à sua centésima exibição e o eixo Cultura, Esporte e Lazer da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac) comemorou a marca com uma sessão especial na Unidade de Atendimento Socioeducativo Rita Gadelha. A sessão aconteceu na manhã desta sexta-feira (24), com a exibição do filme “Nomes que Importam”, das diretoras Muriel Alves e Ângela Donini, e contou com a presença de todas as adolescentes que cumprem medidas na Unidade.

“As sessões do Cine Clube Transformar, na Rita Gadelha, sempre são ricas de participação e conhecimento. Eu aprendo muito com as meninas, muito mais do que elas imaginam. Hoje, na sessão de número 100, tivemos mais uma vez a oportunidade de passar conhecimentos usando o cinema como ferramenta de educação e conhecimento”, relatou Orlando Júnior, jornalista, produtor cultural e oficineiro responsável pelo Cine Clube Transformar.

Segundo o oficineiro, foi uma sessão super produtiva e, mais uma vez, as socioeducandas fizeram a diferença com um comportamento exemplar e uma participação ativa na discussão final. “A produção escolhida para a centésima exibição do projeto revela como travestis e transexuais escolhem os nomes que adotaram. Os depoimentos evocam a memória afetiva dos personagens e a importância do reconhecimento de sua identidade”, explicou Orlando.

Após a exibição do filme a atividade contou com um debate recheado de temas importantes como: respeito, racismo, superação limites e histórias de vida que tornaram a discussão muito mais interessante, pois, contou com as experiências de vida de Andreina Gama, coordenadora do eixo Diversidade Étnico Racial Religião e de Gênero e Orientação Sexual da Fundac, e do presidente da Fundação, Noaldo Meireles.

“Tudo se encaixou perfeitamente. Tudo o que eu sempre falo nas sessões encontrei eco nas falas de Andreina e Noaldo e foi um fechamento de ciclo perfeito. Estou muito feliz de ter participado desse momento e ter contribuído, mais uma vez, para o conhecimento dessas meninas”, disse Orlando Júnior, acreditando ter sido uma das sessões mais ricas até hoje.

Cine Clube Transformar – Projeto voltado para difusão e conhecimento do cinema dentro das unidades. Seu principal objetivo é utilizar a sétima arte como ferramenta educacional e de debate. Os filmes são exibidos e ao final os temas apresentados são discutidos e, em muitas ocasiões, trazidos para a realidade dos socioeducandos por eles mesmos. Ao todo, já foram exibidos 17 filmes de longas metragens e 19 curtas-metragens em todas as Unidades Socioeducativas do Estado.

Para Nilton Santos, coordenador do eixo Esporte, Cultura e Lazer da Fundac, o Cine Clube Transformar traz como significado cultural a vivência com a sétima arte, o cinema e o poder que uma produção áudio visual tem de fomentar discursos. “Atualmente o Cine tem tido uma excelente aceitação entre os socioeducandos, fomentando práticas educativas artísticas e de entretenimento com viés pedagógico”, concluiu.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *