Jornalista é demitida da Globo após denunciar diretor por assédio

Nessa quinta-feira, 23 de julho, a jornalista Ellen Ferreira, da Rede Amazônica, foi demitida após denunciar um diretor de jornalismo da emissora, que é afiliada da TV Globo em Roraima, por diversos tipos de assédio. A informação foi dada pelo colunista Leo Dias, do site Metrópoles.

A profissional havia acabado de se recuperar da Covid-19 quando foi chamada à sede da emissora para assinar seus papéis de demissão. A Rede Amazônica informou que estava fazendo uma reestruturação, mas, ao colunista, Ellen Ferreira disse ter certeza que o motivo foi a denúncia feita contra o ex-diretor Edison Castro. Ela contou os tipos de abuso que as pessoas sofriam.

“Edison Castro é um psicopata que já havia passado pelas redações de Goiás, Maranhão e Tocantins. Homofóbico, racista, gordofóbico. Praticava assédio moral e sexual, deixou toda a equipe doente. Uma moça da TV Anhanguera [Goiás] chegou a tentar se matar por causa dele. Debochava de um repórter que era gay. Chamou o cabelo de uma repórter negra de moita feia”, contou Ellen.

A jornalista também relatou os abusos que ela própria sofreu. “Ele dizia que eu era repugnante, gorda, que me vestia mal. Me ameaçava de demissão constantemente. A fama dele era de o João de Deus da redação. Havia gente que desejava bater nele”, disse.

Devido à falta de apoio dentro da Rede Amazônica, Ellen chegou a enviar um email ao diretor de jornalismo da TV Globo, Ali Kamel, para denunciar a situação. Ela se juntou a outros funcionários e montou um dossiê sobre as atitudes do diretor, que foi enviado ao Sindicato dos Jornalistas de Roraima (Sinjoper).

Ellen Ferreira acredita que Edilson Castro, apesar de ter sido demitido no mês passado, manteve influência na emissora, o que culminou em sua demissão.

“Meu sonho foi interrompido. Eu estava escalada para apresentar o Jornal Nacional mais duas vezes esse ano, mas foi adiado por conta da pandemia. Agora, estou demitida. (…) Eu lutei por uma equipe. Fiz o que foi necessário para acabar com aquela palhaçada e faria de novo. Acabaram com meu sonho, mas eu tenho saúde e vou conseguir me recuperar”, declarou a jornalista.

Fonte: www.viagora.com.br

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *