800 mil são aprovados para receber o auxílio emergencial; saiba consultar

As aprovações são referentes a cidadãos que tiveram o pedido do benefício negado e que contestaram os resultados pelo aplicativo ou site da Caixa entre 23 de abril e 19 de julho

A Dataprev (empresa de tecnologia do governo) encaminhou para a Caixa, na última sexta-feira (24), um novo lote com 805.318 pedidos aprovados do auxílio emergencial de R$ 600.

As aprovações são referentes a cidadãos que tiveram o pedido do benefício negado e que contestaram os resultados pelo aplicativo ou site da Caixa entre 23 de abril e 19 de julho.

Para conferir o resultado do requerimento, é preciso acessar o portal de consultas da Dataprev, por meio do link https://consultaauxilio.dataprev.gov.br/. Será necessário preencher os campos solicitados com CPF, nome completo, data de nascimento e nome da mãe.

A Caixa ainda não divulgou quando será o pagamento para esse grupo recém-aprovado.

Segundo a empresa de tecnologia, foram homologadas, no total, 1.842.434 solicitações de contestação pelo Ministério da Cidadania no período avaliado.

Ao todo, foram aprovadas quase 67 milhões de pessoas para o auxílio emergencial desde que o benefício começou a ser pago, em abril deste ano.

Cadastros inconclusivos

Segundo a Dataprev, 903.719 pessoas estão com os cadastros classificados como “inconclusivos” nos sistemas e ainda podem complementar as informações pessoais por meio do aplicativo e site Caixa | Auxílio Emergencial.

Outros 123.007 cadastros estão em processamento pela empresa, o que representa 0,08% de todo cruzamento de dados realizado.

Desde o início do programa, 150.489.558 requerimentos foram processados pela Dataprev. No momento, a empresa afirma ter finalizado o processamento de 99,92% de todos os pedidos do auxílio emergencial.

Auxília chega a 59% da população

Até 25 de julho, o auxílio emergencial havia chegado a mais de 126 milhões de pessoas, de forma direta ou indireta, diz a Dataprev. O número representa mais de 59% da população brasileira.

Para contabilizar o alcance do benefício, a empresa afirma ter verificado os componentes das famílias dos quase 67 milhões de cidadãos elegíveis. Os membros do grupo familiar dos requerentes elegíveis somam 59.337.370 pessoas e estão distribuídos da seguinte forma:

35.035.803 consideradas inelegíveis – das quais 70% são menores de idade (24.476.222 pessoas);

182.871 com pedido inconclusivo;
24.118.696 indicadas pelos requerentes beneficiados (informais), mas que não solicitaram recursos.

Fonte: As informações são da Folhapress

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *