DENÚNCIA – Diretor da UPA de Santa Rita estaria obrigando funcionários a pedir votos a pacientes para candidato

O atual diretor da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Rita, Egledy Correia Lopes estaria coagindo funcionários públicos no exercício de suas atividades profissionais para votar e infuenciar pacientes a declararem apoio a Carlos Ferreira da Nóbrega Neto (Carlinho dos Adesivo), ex-diretor daquela unidade de saúde, pré-candidato a vereador. A denúncia está sendo feito de forma anônima em extenso documento distribuído no município e divulgado nas redes sociais.

Os denunciantes pedem e fazem um apelo ao Ministério Público Estadual e Federal, ao Conselhor Regional de Enfermagems da Paraíba (Coren-PB) e ao Tribunal Regional Eleitoral para realizarem uma auditoria na UPA de Santa Rita, no sentido de comprovarem as denúncias. As ameaças que estariam sendo constantes, dizem respeito a futuras demissões, caso os funcionários públicos não cumpram com as ordens dadas pelo atual diretor da UPA, Egledy Correia Lopes.

No documento, os denunciantes alegam que no momento da triagem que são submetidos os pacientes, os respectivos funcionários são obrigados a influenciar as pessoas em votar e declarar apoio ao ex-diretor da UPA, Carlos Ferreira da Nóbrega Neto. Diante do fato, os denunciantes alegam que suas atividades profissionais estão sendo comprometidas devido a pressão psicológica.

Abaixo, o documento

 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *