Incisivo no primeiro tempo, Santos bate o Bahia na Vila e se aproxima do G4

Na briga pelas primeiras posições do Campeonato Brasileiro, o Santos recebeu, neste domingo, o Bahia, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 19ª rodada. Com a bola rolando, o Peixe contou com um altíssimo aproveitamento em finalizações na primeira etapa para vencer pelo placar de 3 a 1.   Com o resultado, o time comandado por Cuca chega a 30 pontos, ocupa a sexta colocação e encosta no G4 do Brasileirão.

Do outro lado, o Tricolor baiano segue com 19 e está cada vez mais próximo da zona de rebaixamento. Letal, Peixe abre vantagem Em um primeiro tempo intenso e equilibrado, levou a melhor quem foi mais eficiente. Santos e Bahia travaram um duelo interessante e cheio de alternativas. O Peixe conseguiu ser mais incisivo e foi mais feliz na pontaria.

Com força máxima no ataque, o Peixe alargou o campo e levou muitos jogadores à área rival. Assim, abriu o placar com Madson após cruzamento de Soteldo pela esquerda. Depois, aos 26, foi a vez de Marinho. O atacante aproveitou bela combinação entre Lucas Veríssimo e Jobson na área do Bahia, e bateu com categoria para ampliar a vantagem santista.

O Bahia diminuiu com Daniel, em bom lance de Nino Paraíba, mas nem conseguiu emplacar uma reação. Aos 36, Jobson fez o terceiro em cobrança de falta que contou com uma bela contribuição de Douglas Friedrich: 3 a 1. Santos controla e vence Na volta do intervalo, o time visitante acelerou para tentar diminuir o prejuízo.

Com apenas 15 segundos, Gilberto avançou pela direita, se livrou da marcação e bateu firme para boa defesa de João Paulo. Em resposta, o Santos melhorou sua transição e passou a trocar passes com mais qualidade no setor de meio campo, o que não aconteceu nos primeiros 45 minutos, já que o Peixe apostou na bola longa.

Com a partida controlada, o time da casa quase complicou as coisas aos 29. João Paulo bobeou na saída de bola e ofereceu a bola para Daniel, que tentou o gol, mas acertou a trave. Nos minutos finais, mais do mesmo.

O time comandado pelo técnico Cuca diminuiu o ritmo, e optou pela valorização da posse. O Bahia ainda esboçou um último suspiro ofensivo, mas nada suficiente para evitar a derrota.

O Gol 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *