NOVEMBRO AZUL – Saúde alerta população masculina sobre a importância do autocuidado

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) inicia as atividades do Novembro Azul com o intuito de alertar a população masculina sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças comuns entre os homens. Devido à pandemia do novo coronavírus, as ações da campanha este ano serão concentradas em plataformas on-line e na Atenção Básica.

De acordo com o coordenador da área técnica de Saúde do Homem da SES, Hélio Soares, durante os últimos anos, a SES/PB tem dialogado com os municípios e estimulado a implantação da Política Nacional de Atenção à Saúde do Homem. Além disso, tem qualificado trabalhadores da Atenção Básica e gestores municipais para discussão do cuidado à população masculina, propondo a organização de serviços, a busca ativa e inserção dos homens nas ações de saúde dos municípios.

“A população masculina precisa ser estimulada a buscar os serviços da atenção primária, com acesso adequado à assistência à saúde. A atenção e cuidado à população masculina devem ser transversais nas ações de Atenção Básica em Saúde, que deve potencializar a busca ativa à população masculina e aproximar os homens das Unidades de Saúde da Família, incentivando o autocuidado”, pontua.

O coordenador explica que os encaminhamentos seguem os fluxos preconizados nos municípios, e geralmente são referenciados a partir da Atenção Básica. Por isso é recomendado que os homens procurem a Unidade de Saúde da Família mais próxima de sua residência pelo menos duas vezes ao ano para fazer exames de rotina e acompanhamento.

Dados apontam que as doenças que mais afetam os homens são: infarto agudo do miocárdio, fatores externos (acidentes/violência por arma de fogo ou arma branca), diabetes mellitus, pneumonia, acidente vascular cerebral hemorrágico, câncer de estômago, fígado e vias biliares intra-hepáticas e câncer da cavidade oral/ traqueia, brônquio e pulmão. “Mas é importante atentarmos para a quantidade de óbitos por câncer de pênis, que coloca a Paraíba entre os três primeiros Estados do Nordeste e o 6º no país, sendo um câncer prevenível com hábitos de higiene íntima e cuidados em relação aos casos de fimose, que podem ser diagnosticadas e tratadas na infância”, observa.

O tratamento do câncer pelo SUS na Paraíba é realizado no Hospital Napoleão Laureano e Hospital São Vicente de Paula, em João Pessoa, no Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), no Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC) em Campina Grande e no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, na Unidade de Oncologia do Sertão, Hospital do Bem, em Patos.

As ações da SES referente ao Novembro Azul se iniciam no dia 10 de novembro, no lançamento nacional da campanha, com um webnário com o coordenador nacional, monitores regionais e coordenadores estaduais. A programação on-line segue até o dia 24 de novembro, com lives abordando os diversos temas de saúde do homem como “Sífilis e o Pré-Natal do Parceiro”, “Covid-19 e os Impactos na Saúde do Homem”, “Mitos e Verdades como Causas do Câncer de Pênis e Próstata” e “Saúde Bucal”. “É importante lembrar que a SES orienta aos municípios que durante o mês de novembro façam uma busca ativa, em parceria com os agentes comunitários de saúde, para a coleta de exames de antígeno prostático específico, o PSA, e que trabalhem com agendamento de consultas médicas, seguindo todos os protocolos e evitando aglomerações”, completa.

Dados – Até o momento, foram registrados 215 óbitos por câncer de próstata na Paraíba. Em 2019, foram 356. Já os óbitos por infarto agudo do miocárdio, até outubro deste ano, foram registrados 908, em 2019 foram 1.382.

Sobre o número de exames de antígeno prostático específico (PSA) realizados na Paraíba, os dados são: de janeiro a agosto de 2020, 10.395 exames de PSA; em 2019, 43.559; em 2018, 39.046; e em 2017, 38.074 exames realizados.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *