Pedro faz mais dois, Flamengo volta a vencer o Athletico e avança na Copa do Brasil

Depois de uma goleada sofrida para o São Paulo no Campeonato Brasileiro, o Flamengo buscou virar a página na Copa do Brasil, e conseguiu. Na noite desta quarta-feira, o Fla recebeu o Athletico Paranaense, e, com direito a dois gols de Pedro, voltou a vencer o Furacão para seguir na competição: 3 a 2.

Com o resultado, o time comandado por Domènec Torrent, que já havia vencido o jogo de ida, na Arena da Baixada, garante vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, e agora aguarda sorteio para conhecer o próximo adversário. Pedro dá vantagem ao Fla O duelo começou morno no Maracanã.

O Flamengo, como de costume, manteve a posse de bola, mas não foi tão agressivo. Do outro lado, o Athletico, com uma postura mais reativa, esperou o adversário em seu campo.  A primeira chance surgiu com Thiago Maia, que deu trabalho para Santos em chute de fora. Pouco depois, o Fla abriu o placar. Matheusinho cruzou pela direita, Pedro ganhou a dividida com a defesa, e, com muita categoria, colocou na gaveta do goleiro athleticano, que nada pôde fazer.

Logo na sequência, o Furacão foi em busca de uma resposta imediata e chegou a ter um pênalti marcado em seu favor, após contato de Léo Pereira e Carlos Eduardo na área. No entanto, após intervenção do VAR, a penalidade foi cancelada. Sem ter o penal, o time paranaense ainda sofreu o segundo gol.

Pedro, artilheiro flamenguista no ano, voltou a receber de Matheusinho e, com o gol aberto, só escorou para as redes. Ainda antes do intervalo, o time visitante adiantou sua marcação e aproveitou um erro flamenguista para descontar. Aos 42, Willian Arão entregou passe nos pés de Erick, que, de frente para o gol, finalizou bonito, sem chances para Hugo Souza: 2 a 1.

Classificação confirmada No início do segundo tempo, o Flamengo tentou acelerar para marcar o terceiro. Logo aos três, Willian Arão deu grande passe para Pedro na área. O camisa 21 dominou, ajeitou para o chute, mas Santos saiu bem e abafou para fazer a defesa. Depois desta oportunidade, o time comandado por Domenèc Torrent diminuiu o ritmo e passou a administrar o tempo no Maracanã.

Sem acelerar as jogadas, o Fla permitiu o crescimento do Furacão na partida. Aos 15, Abner cruzou da esquerda e Thiago Heleno, de peixinho, fez Hugo Souza trabalhar. Pouco depois, foi a vez de Carlos Eduardo receber cruzamento e completar na segunda trave. Hugo, atento, fez mais uma boa defesa. A reação do Furacão, porém, parou por aí.

Com o passar do tempo, o time de Paulo Autuori perdeu força ofensiva, e viu o Rubro-Negro carioca crescer novamente. Aos 32, Thiago Maia chegou a anotar o terceiro, com belo chute na gaveta, mas, com a intervenção do VAR, a arbitragem flagrou um impedimento na origem da jogada.

Pouco depois, Bruno Henrique tabelou com Lincoln e bateu firme. Santos fez a defesa, mas soltou nos pés de Michael, que empurrou para dentro. Desta vez valeu: 3 a 1.

O Athletico Paranaense ainda deu seu último suspiro aos 42, com Bissoli, que aproveitou sobra na área flamenguista, mas foi só. No duelo de rubro-negros, melhor para o carioca.

O Gol 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *