TSE nega recursos e prefeitável segue sem aumento de tempo no Guia Eleitoral

Foto: Ascom

Na reta final da campanha eleitoral dos municípios, o Tribunal Superior Eleitoral negou, na sessão de sexta-feira (06), mais um recurso interposto pela Direção Nacional do PT e pela Coligação a Força do Povo (PSB) contra a legitimidade da candidatura a prefeito do deputado estadual Anísio Maia pelo Partido dos Trabalhadores de João Pessoa.

O ministro relator da matéria, Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, negou seguimento aos recursos especiais, ficando prejudicado o pedido de concessão de liminar feito pela comissão interventora.

O ministro seguiu o parecer da Procuradoria-Geral Eleitoral que se posicionou pelo não provimento dos recursos especiais e pelo indeferimento da tutela de urgência requerida pela Comissão Interventora do PT de João Pessoa.

Como o PT Nacional não impugnou a tempo o registro de candidatura ou o Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários-DRAP do partido/coligação, não obteve a legitimidade para recorrer da decisão que deferiu o registro da candidatura de Anísio Maia e do vice, Percival Henriques (PC do B), no dia 16 de outubro quando do término das convenções municipais.

Os recursos interpostos tinham como objetivos, até então, angariar o tempo de guia eleitoral do PT em apoio à candidatura de Ricardo Coutinho com a consequente coligação entre o PSB, PT de João Pessoa e o PCdoB.

Com mais esse resultado, Anísio Maia segue com a sua candidatura postulando o cargo de prefeito, assim como o socialista, que tem tempo restrito para a divulgação da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que se encerra no próximo dia 12.

Paraíba Online 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *