CRIME ELEITORAL – Juiz intima prefeito sobre ação de compra de votos

Maria José Oliveira acusa o prefeito, a vice-prefeita Iara Martins, um candidato a vereador e um cabo eleitoral de compra de votos, abuso de poder e uso indevido dos meios de comunicação

No último sábado, 9 de janeiro, o juiz da 46ª Zona Eleitoral de Guadalupe, no Piauí, Marcus Antônio Sousa e Silva, determinou a intimação do prefeito de Marcos Parente, Gedison Alves Rodrigues, a vice-prefeita Iara Martins Santana, Ulgo Freitas da Cunha, candidato a vereador, e Laerson da Silva Santos, cabo eleitoral, para que apresentem defesa acerca de Ação de Investigação Judicial Eleitoral.

Prefeito Dr. Gedison e vice-prefeita Iara Martins.

Conforme menciona a ação, de autoria de Maria José Martins de Oliveira Costa, candidata a prefeita, os acusados praticaram os crimes de captação ilícita de sufrágio (compra de votos), abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação. A ação foi protocolada no dia 15 de dezembro de 2020, e pede a cassação dos diplomas e a inelegibilidade dos acusados.

Os fatos narrados na ação dizem que no dia da eleição houve oferecimento de R$ 5 mil e emprego a um eleitor em troca de voto; prisão em flagrante; transporte ilegal de eleitores e apreensão de material de campanha. Além disso, existe a acusação de que houve disparo em massa de fake news em redes socais e em grupos do WhatsApp nas vésperas da eleição, supostamente para prejudicar a candidata a prefeita Maria José.

Fonte: viagora.com.br

Compartilhar:

(Visited 5 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *