Sindasp-PB entrega proposta para implantação de subsídio salarial a todos do Sistema Penitenciário da Paraíba

A Diretoria do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário da Paraíba (Sindasp-PB), por meio do presidente Manuel Leite de Araújo e do diretor técnico Kécio Lira, entregou na tarde desta segunda-feira (22), na Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap), proposta para implantação de subsídio salarial da categoria, conforme anúncio do governador João Azevedo no dia 1º deste mês a todos os órgãos de segurança pública da Paraíba.

A proposta totalmente fundamentada foi produzida excepcionalmente pela Diretoria Técnica do Sindasp-PB. O chefe de gabinete Josinaldo Lucas recebeu das mãos dos diretores do sindicato a proposta, ficando na responsabilidade de repassar ao secretário Sérgio Fonseca que, por sua vez fará chegar às mãos do governador João Azevedo.

“O subsídio salarial é um sonho antigo da categoria. Há anos o sindicato vem lutando para a sua implantação, a exemplo do que já existe em várias unidades da federação. O subsídio salarial é uma forma justa de reconhecimento. Sua implantação não será somente para a atividade, bem como a todos que estão na inatividade”, comemorou o presidente Manuel Leite.

No início do mês, o governador João Azevêdo autorizou as Secretarias de Estado da Administração e da Segurança e da Defesa Social a iniciarem os estudos para a implementação do subsídio salarial das carreiras das Polícias Civil, Militar e Penal e do Corpo de Bombeiros Militar.

Na ocasião, o governador afirmou que “esse é um desejo e uma expectativa de muitos anos e estamos, nesse momento, com uma comissão fazendo essa análise por determinação nossa para que a gente possa anunciar mais esse benefício para todos os profissionais de Segurança, gerando uma forma mais coerente com o recebimento dos salários por meio do subsídio, considerando que é política deste governo fazer com que qualquer aumento dado seja levado para a aposentadoria ou para reforma. Nós queremos diminuir com isso a diferença existente entre ativos e inativos”, frisou.

O subsídio é uma remuneração única das categorias, importante para o servidor de carreira que recebe remuneração nesta modalidade, assegurando a integralidade da remuneração da ativa, após o ingresso na inatividade (aposentadoria).

Por Marcos Lima

 

Compartilhar:

(Visited 20 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *