Walber Virgolino: “Chamei de vagabundo o VAGABUNDO”

Deputado diz que não tem o que se retratar e sindicato deveria pedir apuração sobre carga de arroz roubada encontrada em almoxarifado

O deputado estadual Walber Virgulino disse na noite dessa sexta-feira (4), que em momento algum chamou de “vagabundo” os policiais penais do “bem” que integram a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária. “Eu chamei de vagabundo o vagabundo”, afirmou o parlamentar em áudio enviado ao Blog do Marcos Lima.

VEJA O ÁUDIO

De acordo com Walber Virgolino, tem o maior carinho por Manuel Leite de Araújo, presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário da Paraíba (Sindasp-PB), entende que ele é defensor ferrenho da categoria, no entanto, que o “sindicalista deveria exigir apuração dos fatos e não pedir ao deputado uma retratação” por chamar de “vagabundo” a pessoa que teria recebido uma carga de 21 toneladas de arroz supostamente roubada na cidade de Surubim, em Pernambuco.

ABAIXO, VÍDEO DO DEPUTADO

O CASO

Nesta sexta-feira, o Sindasp-PB contestou as declarações do deputado Walber Virgolino veiculadas em um vídeo que circula nas redes sociais chamando de “vagabundo” policiais penais que teriam recebido uma carga de arroz no almoxarifado da Secretria de Administração Penitenciária.

O presidente do sindicato, Manuel Leite lamentou a fala do deputado e pediu que ele reconsiderasse suas declarações, até mesmo porque o parlamentar sabe da conduta dos funcionários da Secretaria de Administração Penitenciária, uma vez que comandou a pasta.

O assunto em questão é uma carga de 21 toneladas de arroz, encontrada no almoxarifado da Secretaria de Administração Penitenciária que teria sido supostamente roubada em Pernambuco. No entanto, as providências, de acordo com o secretário Sérgio Fonseca já foram tomadas.

Por Marcos Lima

A carga apreendida (Foto – Reprodução TV Tambaú)

Compartilhar:

(Visited 48 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *