Músicos vão às ruas nesta terça-feira (8). Querem flexibilização de Decretos Estadual e Municipal

Profissionais se dizem prejudicados e querem trabalhar. Prometem protesto pacífico e garantem protocolos estabelecidos pela OMS

Músicos paraibanos, cujos trabalhos informais é cantar nas noitadas, principalmente na região metropolitana de João Pessoa, programam para esta terça-feira, dia 8, a partir das 07h, protesto contra os Decretos do prefeito Cícero Lucena e do governador do Estado, João Azevêdo, disciplinando o funcionamento até às 16h de bares, restaurantes e similares A concentração será em frente `a Universidade Federal da Paraíba, Campus I, em João Pessoa, no Giradouro sentido Avenida Pedro II. Os artistas, com os novas medidas adotadas recentemente, dizem estarem passando dificuldades para manter a família e outras obrigações pessoais, pois o horário estabelecido só trazem prejuízos a eles e aos proprietários dos estabelecimentos, já que ficam impedidos de realizarem apresentações.

Vestidos de preto, os artistas programam uma manifestação pacífica, usarão máscaras e tentarão sensibilizar, inicialmente o prefeito de João Pessoa Cícero Lucena para rever o decreto municipal que disciplina o horário de funcionamento desses estabelecimentos, palcos de apresentações dos músicos onde os mesmos ganham seus vencimentos. Fazem também apelo ao governador João Azevedo para rever medidas adotadas.

Os artistas, por sua vez, defendem a abertura de bares e restaurante com música ao vivo seguindo as orientações sanitárias de saúde, obedecendo o distancimento social de uma mesa para outra, uso de máscara e higienização das mãos na entrada e na saída. Os músicos se acham penalizados por irresponsabilidades de outros seguimentos que não cumprem os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde no combate a pandemia da covid 19. Buscar o diálogo com as autoridades constituídas é o objetivo maior da manifestação desta quinta-feira.

Em fevereiro passado, os artistas também estiveram nas ruas em manifestação contra o fechamento dos bares, restaurantes e similares.

Por Marcos Lima

 

Compartilhar:

(Visited 159 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *