DEM de Lucena diz que vai recorrer de liminar que determina volta de Júnior Bocão aos quadros de filiados

Advogado Pedro Meireles informa que Partido Democratas ainda não foi informado da decisão judicial

O advogado Pedro Meireles, que defende o Partido Democratas (DEM) no município de Lucena, disse no início da tarde desta quarta-feira (7), que vai recorrer da decisão do juiz Antônio Silveira Neto, da 2ª Vara Mista de Cabedelo, que concedeu  liminar determinando a suspensão da expulsão do suplente de vereador Júnior Bocão e obrigando a reintegra-lo aos quados de filiados da legenda partidária.

“Ainda não fomos notificados oficialmente, mas, todo o processo de expulsão de Júnior Bocão foi instruído  de acordo com o que reza o estatuto do partido, incluindo o contraditório e a ampla defesa concedida”, disse o advogado. “Ele foi intimado para se defender, até juntou defesa ao processo, que não foi considerada pela direção do partido, até porque o que existiam contra ele eram provas muito contundentes em relação a infidelidade partidária”, acrescentou.

De acordo com o advogado Pedro Meireles, o que tem de conhecimeto foi o noticiado pela Imprensa e que só poderá tomar alguma providência jurídica quando for notificado oficialmente, oportunidade em que terá conhecimento do conteúdo oficial da liminar concedida pelo juiz da 2ª Vara Mista de Cabedelo.

“Com certeza pretendemos recorrer a outras instâncias judiciais”, alegou o advogado, acreditando não ser muito fácil derrubar a liminar concedida. A cassação dessa liminar depende muito de como ela foi concedida”. Pedro Meireles informou ainda que todo procedimento de expulsão do suplente Júnior Bocão do Partido Democratas foi de lisura total, um dos motivos favoráveis para a cassação da medida cautelar.

Enquanto o partido DEM não é notificado, o suplente de vereador Júnior Bocão continua desfiliado a legenda partidária.

Por Marcos Lima

Compartilhar:

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *