4 de dezembro de 2022

EM GADO BRAVO – Prefeito gasta R$ 100 mil com peças fictícias de carro e MP instaura Inquérito Civil Público

Foto - Reprodução Internet

Denúncias de que a Prefeitura Municipal de Gado Bravo, cidade situada a 177,5 km da capital João Pessoa, estaria comprando peças fictícias para automóveis, levou o Ministério Público da Paraíba a instaurar Inquérito Civil Público para apurar as acusações. Portaria foi publicada no Diário Eletrônico do MPPB nesta terça-feira, 6, assinada pelo promotora de Justiça cumulativa de Umbuzeiro, Sandremary Vieira de Melo Agra Duarte.

De acordo com o Ministério Público, a instauração do Inquérito Civil Público ocorre depois de fatos constantes na Notícia de Fato nº 001.2021.036909, que tem o fito de apurar denúncia anônima, realizada através da Ouvidoria. Os relatos são de que a Prefeitura de
Gado Bravo tem realizado compra de peças fictícias de veículos, somando cerca de R$ 100.000,00 (cem mil reais).

A Promotoria de Justiça considera a imprescindibilidade de melhor investigação da problema apontada, já que de acordo com a promotora Sandremary Vieira de Melo Agra Duarte, o caso se enquadra na espécie “Inquérito Civil”, uma vez que há elementos bastantes para identificação dos investigados e do objeto da investigação.

O Ministério Público oficializou a Prefeitura Municipal  de Gado Bravo/PB, para que no prazo de 15 (quinze) dias, encaminhe ao
Órgão Ministerial documentos (a exemplo de fotografias, notas fiscais) que comprovem o cumprimento do objeto do Contrato nº 03104/2021 – CPL, “(…) o fornecimento parcelado de peças e acessórios, destinados a manutenção da frota veicular do Município.”.

Por Marcos Lima

(Visited 1 times, 1 visits today)