29 de setembro de 2022

Cícero Lucena propõe a João Azevêdo transformar Presídio do Roger em escola de formação para combater violência em João Pessoa

O prefeito Cícero Lucena confirmou a intenção de transformar, com a permissão e parceria do governador João Azevêdo, o Presídio do Roger em escola de formação para os jovens, a fim de combater a violência em João Pessoa, inspirado no projeto implantado em Medellín, na Colômbia, país que visitou nos últimos dias para firmar parcerias e buscar ideias para ações na capital paraibana.

Cícero explicou, em entrevista ao programa Arapuan Verdade desta quarta-feira (15), que Medellín tem a experiência de um presídio que foi transformado em uma escola de formação.

“Medelin tinha, 15 anos atrás, o título, infelizmente, de cidade mais violenta do mundo. Tinha 350 homicídios por ano a cada 100 mil habitantes e reduziu, agora, para 14 por ano. O que eu busquei lá? Busquei ver o que eles têm de bom para que a gente possa evitar o crescimento da violência, que é o quê? Pensar no futuro, planejar o futuro. A ação de combate não é apenas na força da polícia. Por isso eles levam parques, levam bibliotecas, levam tecnologia, disponibiliza na comunidade, por exemplo, tecnologia para formar o empreendedorismo, para ter a chance de fazer o e-commerce, treinam, formam e disponibilizam isso a ponto de pegar um presídio, transformar numa escola de formação de mão-de-obra para os jovens da comunidade e fazer uma universidade para os jovens não precisarem nem sair da comunidade”.

Sobre a viagem à Colômbia, Cícero Lucena relatou que firmou parcerias e buscou conhecer projetos que incentivam o artesanato, o qual o prefeito destacou ser forte no país vizinho, com instituições e estrutura para fortalecer esse setor da economia local. “Vivemos uma experiência muito rica na Colômbia por vários aspectos. Vimos a questão cultural. A Colômbia tem crescido muito nessa questão cultural de artesanatos.”

(Visited 3 times, 1 visits today)