sáb. jan 22nd, 2022

Em clima de incerteza, vereadores do PV em João Pessoa analisam deixar partido após saída de Luciano Cartaxo

A filiação do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, ao PT, nesta quinta-feira (16) provocou discussões internas nos membros do PV, partido que o ex-gestor presidia à nível estadual até então. A legenda possui três vereadores na Câmara Municipal de João Pessoa, incluindo o terceiro mais votado nas eleições de 2020: Milanez Neto.

O parlamentar demonstrou insatisfação na agremiação e indicou que, além de manter contato com outros partidos, já tomou decisão de sair do PV.

“Eu sempre estive insatisfeito e há bastante tempo eu venho comentando. Um partido que tem o terceiro vereador mais votado da cidade e nunca foi chamado para uma única reunião, para absolumente nada. Então, fica difícil fazer um partido dessa forma, utilizando desses mecanismos. Outros partidos já me procuraram e vou amadurecer o diálogo com eles. Eu vou a um partido que a gente possa ideologicamente construir para o Brasil voltar a crescer”, disse.

De forma mais cautelosa, o vereador Bosquinho também confirmou a falta de diálogo interno, mas aguarda novos posicionamentos da sigla para tomar uma decisão. Ele afirmou que sairá do PV se a legenda aderir à proposta de federação nacional com outros partidos de esquerda nas próximas eleições.

“A gente recebe vários convites de outras legendas, porém temos que ver a questão legal e o debate eleitoral que se dará só em março. Nós vamos ver qual será a tendência do partido para o próximo ano, até porque eu vi ontem uma provável e possível fusão com o PT e PCdoB, com essa linha mais de esquerda, e essa não é a nossa roupa, não”, pontuou.

O novo presidente do PV na Paraíba, sargento Dênis, admitiu que o partido não vem lidando da melhor forma com seus membros e aceitou as críticas dos vereadores. Dênis, no entanto, garantiu que a legenda vai se reestruturar em uma nova fase aberta ao diálogo e defendeu a estratégia da federação nacional.

“O que acontece é que as pessoas não estão sabendo o que é uma federação. Me parece que a classe política ainda não sabe as vantagens para a democracia do país. Mas, vamos fazer diversas conversas com nossos vereadores e, inclusive, publicamente aqui, quero convidá-los para marcar uma data que eles quiserem para resolver essa questão”, concluiu.

Share this:

(Visited 1 times, 1 visits today)