sáb. jul 2nd, 2022

Prefeito atribui responsabilidade da vacinação à Secretaria da Saúde

Em esclarecimentos prestados ao Ministério Público, o prefeito de Lucena, Leo Bandeira, afirmou que tomou conhecimento sobre a aplicação errada de vacinas contra a Covid-19 em crianças no município na última sexta-feira (14) e que logo determinou o afastamento da técnica de enfermagem, da enfermeira da UBS e da coordenadora de imunização. O gestor ainda atribuiu o planejamento da vacinação à Secretaria de Saúde.

O prefeito disse que teriam sido 48 crianças imunizadas com doses para adultos e que determinou visitas por agentes de saúde para determinar o estado de saúde de cada uma delas.

Em declaração à procuradora Janaina Andrade, à promotora Fabiana Lobo e ao procurador-geral do Ministério Público de Contas, Brandson Tibério, o prefeito afirmou que, no seu entendimento, não seria necessário “ser da área da saúde para saber que não poderia aplicar vacinas de crianças”. Ele também admitiu que não participou de forma intensa da campanha de vacinação.

Segundo Leo Bandeira, há muita resistência da população em relação às vacinas, motivo pelo qual o foco das vacinações teria se concentrado nos postos de saúde. Mesmo assim, o prefeito garantiu ao Ministério Público que “fará trabalho de publicidade para conscientizar a população, com um dia especial para atrair as famílias das crianças”.

(Visited 1 times, 1 visits today)