seg. ago 15th, 2022

Bolsonaristas pregam boicote à Jovem Pan contra demissão de Adrilles

“Eu estou sendo cancelado desde ontem por um suposto gesto que foi interpretado de maneira deturpada”, disse ele no vídeo.

 

Bolsonaristas iniciaram um protesto na manhã desta quinta-feira (10), após a demissão do ex-BBB Adrilles Jorge da Jovem Pan. Adrilles foi demitido por fazer uma saudação nazista durante transmissão ao vivo na TV, na última terça-feira (8).

No Twitter, as hashtags VoltaAdrilles, #BoicoteaJovemPan, #CancelaJovemPan e #JovemPanLixo ganharam as postagens.

A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) publicou um vídeo em que o ex-BBB justifica sua atitude e critica o “cancelamento” na internet.

“Eu estou sendo cancelado desde ontem por um suposto gesto que foi interpretado de maneira deturpada”, disse ele no vídeo.

Surreal

Adrilles comentava o desligamento de Monark do Flow Podcast, no progama “Opinião”, da Jovem Pan, após a defesa da criação de um partido nazista no Brasil.

“Se o cara quiser ser antijudeu, eu acho que ele deveria ter o direito de ser.” Monark também disse acreditar que “tinha que ter um partido nazista reconhecido pela lei”. A declaração ainda gerou um debate dentro do estúdio, que contava com a presença dos deputados Tabata Amaral (PSB-SP) e Kim Kataguiri (DEM-SP).

No programa da TV, Adrilles afirmou ser contrário à existência de um partido nazista, mas em seguida relativizou o número de mortes pelo regime. “O nazismo matou 6 milhões de judeus, o comunismo matou mais de 100 milhões de pessoas e hoje é visto aqui no Brasil como uma coisa livre, absolutamente liberada, com partidos normalizados”, disse o comentarista. Momentos depois, ao final do debate, ele reproduziu gesto da saudação nazista “Sieg Heil”. O apresentador William Travassos encerrou o programa, falando por cima de Adrilles. Ao ver o gesto do comentarista, o apresentador falou “surreal, Adrilles”.

(Visited 3 times, 1 visits today)