8 de dezembro de 2022

Bolsonaro diz que vai apresentar a presidente da Ucrânia ‘solução’ para guerra com a Rússia

Presidente tem conversa por telefone com Volodymyr Zelensky marcada para próxima semana.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que vai apresentar ao presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, a “solução” para a guerra do país com a Rússia. Bolsonaro não quis detalhar qual seria essa ideia, mas disse que está relacionada ao fim da Guerra das Malvinas, entre Inglaterra e Argentina, na década de 1980.

A declaração ocorreu em entrevista à CNN Brasil. Na segunda-feira, o presidente havia dito que tem um telefonema com Zelensky marcado para o próximo dia 18.

— Vou dar minha opinião a ele o que eu acho. A solução para o caso (guerra). Eu sei como seria a solução do caso. Mas não vou adiantar. A solução do caso… Como acabou a guerra da Argentina com o Reino Unido em 1982? É por aí. A gente lamenta.

O conflito entre Rússia e Ucrânia começou em fevereiro e já dura mais de quatro meses. Ainda em fevereiro, Bolsonaro chegou a apostar que a guerra iria chegar ao fim “rapidamente”, em questões de dias.

A Guerra das Malvinas ocorreu entre abril e junho de 1982, devido a uma disputa pela ilha de mesmo nome (que os ingleses chamam de Falklands). O conflito terminou com a rendição da Argentina.

Oficialmente, o Brasil apoiou na Organização das Nações Unidas (ONU) resoluções que criticavam a invasão russa. Entretanto, Bolsonaro sempre disse que a posição do país era de “neutralidade”. Além disso, chegou a fazer elogios a Putin e críticas a Zelensky.

O presidente brasileiro esteve na Rússia uma semana antes do início conflito e reuniu-se com Putin. A viagem recebeu críticas por ter sido interpretada como um apoio ao lado russo na guerra.

                             
(Visited 159 times, 1 visits today)