5 de outubro de 2022

João Pessoa terá sistema com 200 câmeras de monitoramento até o início de 2023 para fiscalização de trânsito e segurança pública

De 80 câmeras do Centro Operacional de Trânsito e Transporte (COTT/Semob-JP) para 171 equipamentos do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) e, no início de 2023, a Capital contará com 200 câmeras integradas.

 

João Pessoa terá reforço de 200 câmeras de monitoramento até o início de 2023. As tecnologias são fruto de um termo de cooperação técnica entre a Secretaria de Segurança e a Semob para o compartilhamento do sistema de videomonitoramento da polícia para uso dos agentes de mobilidade urbana da Capital, assinado nesta sexta-feira (9).

De acordo com o superintendente de Mobilidade Urbana da Capital, Expedito Leite Filho, com a convergência de tecnologias, a autarquia municipal de trânsito terá o sistema de videomonitoramento ampliado, de pouco mais de 80 câmeras do Centro Operacional de Trânsito e Transporte (COTT/Semob-JP) para 171 equipamentos do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) e, no início de 2023, a Capital contará com 200 câmeras integradas.

Radares medidores de velocidade – Dentro deste processo de transição para ampliação e melhoria do sistema eletrônico de segurança viária, neste mês de setembro também ocorrerá a substituição de todos os redutores de velocidade de João Pessoa. As novas “lombadas eletrônicas”, como são conhecidos popularmente os equipamentos, possuem mais funções operacionais, o que favorecerá uma melhor coibição das práticas irregulares dos condutores e, consequentemente, a diminuição das chances de acidentes.

Já foi emitida a ordem de serviço para que a empresa inicie a substituição dos redutores de velocidade atuais por outros equipamentos mais novos em um prazo de até 30 dias. “Lembramos ainda que, estrategicamente, os redutores são implantados em locais que possuem em seu histórico, risco eminente de acidente, por isso, é essencial que todos continuem mantendo a velocidade reduzida, mesmo quando os redutores não estão operando. Ao mesmo tempo, ressalto a população que nossas equipes de fiscalização seguem em campo, atentas para o cumprimento do Código de Trânsito Brasileiro, sendo essencial seguir as normas”, ressalta Expedito Leite Filho.

Os novos radares também serão dos tipos redutores eletrônicos (REV – Com display) e controladores eletrônicos (CEV – Sem display). No entanto, uma das principais vantagens dessa mudança está na atualização do sistema, já que além de registrar a velocidade dos veículos, eles também são capazes de detectar em um mesmo cruzamento o avanço de sinal vermelho, a parada sobre a faixa de pedestre e a conversão proibida.

Participaram da reunião para celebrar este convênio o superintendente de Mobilidade Urbana da Capital, Expedito Leite Filho, o secretário de Segurança Pública e Defesa Social da Paraíba, Jean Francisco Bezerra Nunes, o diretor administrativo-financeiro da Semob-JP, Marcos Holmes, diretor de Operações, Sanderson Cesário, o chefe do COTT da Semob-JP Haylton Medeiros, o gerente de Tecnologia da Informação da SESDS Fabiano Abrantes, e o responsável pelo sistema de vídeomonitoramento da SESDS, Eliabe Leal.

(Visited 2 times, 1 visits today)