Polícia prende bolsonaristas que fizeram ato contra ministro do STF

A Polícia Civil de São Paulo cumpriu neste sábado mandados de prisão contra dois apoiadores de Jair Bolsonaro, que participaram de uma manifestação no dia 2 de maio em frente ao prédio onde mora o ministro Alexandre de Moraes, do STF.

Antonio Carlos Bronzeri e Jurandir Alencar viraram réus na última terça-feira por ameaça, difamação, injúria e perturbação do sossego.

Segundo informações iniciais, os manifestantes bolsonaristas descumpriram medidas cautelares depois que eles foram presos pela primeira vez. Os dois foram vistos em uma manifestação de caminhoneiros contra a quarentena imposta pelo governo de São Paulo.

O Antagonista

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *